Busca

La vai a Gorda

Um blog que cultiva o amor e o respeito for all sizes

Carta para o moço que disse que tinha vergonha de mim.

La vai a Gorda

Querido (nem tanto assim), moço que me disse para esconder as minhas pernas.

Não perguntarei como você está. Não gosto de ser hipócrita e falsa…hoje eu não me preocupo e nem penso mais em você, então a pergunta não seria feita com bom coração.

Há muito tempo eu não pensava em você, mas hoje minha mente me trouxe todas as lembras do tempo que passamos juntos.( e que escondemos, pq VC tinha vergonha de mim)

Fico triste em dizer que nenhuma foi boa. Você me fez sentir que eu era a pessoa mais feia e indesejável desse mundo e que você era o cara mais bacana da face da terra, pois se interessava por uma gorda triste e dava a sua atenção à ela.

Lembra do dia em que eu reclamei do calor que sentia por usar tantas roupas compridas e que me sufocavam, e que você me disse ”…

Ver o post original 432 mais palavras

Carta para o moço que disse que tinha vergonha de mim.

Querido (nem tanto assim), moço que me disse para esconder as minhas pernas. Não perguntarei como você está. Não gosto de ser hipócrita e falsa…hoje eu não me preocupo e nem penso mais em voc…

Fonte: Carta para o moço que disse que tinha vergonha de mim.

Me desculpe, eu não vou!

“vamos?

Vamos!”

Querido amigo, me desculpe por não ser essa pessoa pra você.

Não é que eu não queira sair pra tomar um açaí, ir ao cinema, passar na sua casa para tomar uma cerveja e assistir aquela série que nós dois tanto comentamos… Eu sempre quero, mas quase nunca consigo.

Para você talvez isso seja uma desculpa, afinal já diz o ditado “quem quer faz”, e antigamente eu era mais presente na sua vida e para os amigos nunca exitia tempo ruim… mas hoje em dia não funciona sempre assim.

Você me chama para ir até a sua casa…lá faremos um esquenta, com mais alguns amigos, e depois sairemos para balada.

Na terça feira eu respondi a sua mensagem com um “ok” e fiquei extremamente feliz.

“Que ótimo, vou sair com meus amigos, me divertir, sair de casa e esquecer um pouco dos meus problemas, vai me fazer bem”…

Na quinta feira, como você sabe que tenho tendência a te dar bolo, você me manda uma mensagem pra confirmar nossos planos, e eu, ainda que ja não tão animada, te respondo com mais um “ok”.

Já é sexta feira e minhas mãos estão suando frio. Não me concentro no trabalho e nem na pilha de coisas que eu tenho pra ler… As pessoas falam comigo e eu respondo meio que mecanicamente…eu tô meio afobada, ansiosa, e mesmo sem saber, é por causa dos nossos planos que se aproximam.

Não respondo sua mensagem de sexta a tarde.

Chego em casa e peço, pra comer, a coisa mais gostosa e calórica que eu gosto e começo a me prepar pra ficar deitadinha na minha cama, assistindo minha série preferida, com a porta fechada pra ninguém me incomodar…entro no meu mundo é ali eu respiro um pouco mais tranquila.

Mas você, que não se esquece de mim, me manda mais uma mensagem perguntando sobre sábado…e aí eu começo a desabar.

Fico aflita e meu coração acelera. Que roupa eu vou usar? Quanto dinheiro eu tenho para gastar nessa balada? Será que serei alvo daquelas mesmas perguntas? “você nos abandonou pq?” “ta sumida” “o que ta fazendo da vida?” e o namorado?” “Parou com a dieta?”…

Tento pensar nos lados positivos…”vou ver meus amigos…vou sair de casa…vou me divertir….”

Mas em questão de segundos eu me dou conta, que mais uma vez, eu não vou conseguir…

O desgaste emocional de pensar nas coisas ruins que eu vou passar, caso saia do meu mundo, é tão grande que começa a me afetarmentalmente e fisicamente…

Todos os meus problemas surgem na minha mente e vão me paralisando…

Pronto. Me deixei dominar.

Eu como aquela comida gostosa que encomedei e já começo a me sentir mal…minha cabeça doi e meu corpo fica mais mole…me sinto cansada…me deito…não consigo dormir…e quando a insônia toma conta de mim eu tomo coragem pra te responder…

“Meu querido, me desculpa…não vou conseguir ir amanhã…hoje já não dormi e estou cansada, não me sinto muito bem…tive uma semana cheia e vou ficar em casa descansando…me desculpe!…se divirta lá”

Você, no outro dia, me responde:

“Ok”.

Sei que nesse momento você pensa que foi mais uma das minhas desculpas, que você sabia que eu não iria e estava só esperando que eu desmarcasse…

Do fundo do meu coração, me desculpe.

Não é fácil passar por ataques de ansiedade que te “petrificam”… Não é fácil lutar contra essa onda de sentimentos ruins que tentam dominar os seus dias e te privar de coisas boas na vida … Não é.

Eu sei que to perdendo o prazer das risadas com bons amigos…de poder ter um pouco mais de calor humano e que me ajudaria estar junto com vocês…eu sei… Mas saber disso não muda o fato de que, as vezes, eu não consigo vencer todas as minhas batalhas internas e que sometimes é mais fácil ficar quietinha no mundo.

Você pode estar se perguntando “pq você não me fala isso?”.

Bom, muitas vezes eu não quero te incomodar com essas coisas…em outras vezes eu não quero ouvir as coisas que todo mundo me fala “sai de casa” ” você é forte e se quiser vc consegue” “não pensa nessas coisas que passa”, de uma maneira que parece tão fácil, que só me faz sentir pior ainda por não conseguir realiza-las…

Mas ei! Eu sei ta?… Eu sei que o que você quer é só minha companhia… é só termos bons momentos como antes e que se você pudesse você me ajudaria de algum jeito…eu sei.

E eu tento todos os dias manter os meus “vou” ou “vamos”, eu anseio por dias em que eu consiga realmente ir…e eu tô tentando me livrar de tudo isso que me faz mal…mas é um caminho meio longo e as vezes você não poderá fazer quase nada por mim…somente estar lá.

Estar lá para entender que meu carinho por você não mudou. Que assim que eu puder eu serei mais presente na sua vida e que eu só preciso da sua compreensão.

Se você quiser fazer algo para me ajudar, fique perto de mim…mesmo que distante. Na forma de conversas aleatorias… de emoticons idiotas. De áudios me contando sobre como você está puto com aquele personagem daquela série, ou como eu sou chata por ter dito que é bolacha e não biscoito…

Ah, não se esqueça!…mesmo você sabendo que eu não vá em tal lugar…nunca deixe de me convidar…primeiro pq isso me faz sentir querida e depois pq vai que um dia eu realmente vença os meus monstrinhos e consiga ir passar vergonha com você em alguma balada?…

 

******************

 

Beijos da Pri,

Que não revisa texto antes de postar pq se não perde a coragem e que estava sumida mas não morreu!

 

Você é gorda padrão?

Ok!

Precisamos falar do padrão do não padrão.

Como tudo na vida, quando a mídia toma conhecimento de algum movimento de determinado grupo, de alguma coisa que cresce e faz bem para as pessoas, ela mete o nariz nisso e tenta tirar algum lucro, e na maioria das vezes de forma irresponsável…

Nós gordos e gordas estamos felizes pq, a cada dia mais, vemos pessoas gordas aprendendo a amar o próprio corpo, independente do tamanho que ele esteja ou seja e isso nos ajuda naqueles dias difíceis, em que não estamos em paz com o nosso reflexo.

Essa explosão de aceitação e amor próprio fez com que pessoas gordas ganhassem um local de fala. Suas vozes ecoam a luta pela quebra de padrões, por empregos, relacionamentos,respeito, moda e para que todos os  direitos de pessoas magras e gordas sejam iguais e que não se baseiem em aparências físicas, enfim, lutamos,incansavelmente, para que a palavra GORDA, não seja mais sinônimo de algo ruim.

Uma das nossas lutas mais “famosas” é a pelo direito de termos lugar na moda. De não termos que passar horas e horas rodando em um shopping pra não achar uma única peça do nosso tamanho. Para termos roupas que nos sirvam e que sejam lindas, por preços justos, por diversidade…e é nessa parte a indústria ea mídia da moda andam metendo pés pelas mãos…

“Mas como assim Priscila?

Não tá cheio de lojas e marcas plus por aí?”

Ta sim! Todo dia é uma loja nova plussize que aparece, e em sua grande maioria, ela fundada por uma pessoa magra( o que já não é o ideal) com um preço nada justo e o pior de tudo, tirando algumas lojas plussize que são amorzinho e mostram a beleza real do corpo gordo, as novas lojas e marcas plus, procuram para representa -las, no caso das roupas femininas, um tipo de modelo gorda padrão. Sim, você leu essa frase “gorda padrão”.

A gorda precisa precisa ser curvy, ou seja com curvas. Ter peitao, bundão, pouca ou nenhuma barriga e com pouquíssima celulite. O corpo tem que ser curvilíneo, durinho, e de preferência sem estria aparente.

Por causa desse novo “padrão do não padrão”me peguei brigando com meu reflexo esses dias… Eu tenho bunda grande, e peito pequeno, bastante celulite e barriga não é tão grande pq é pochetinha (olha minhas gírias de velha)… Meu corpo não é curvilíneo, e nem taaao durinho, mas mesmo assim eu sou gorda… Mas parece que eu não sou uma gorda bonita, pq mais uma vez, para a moda, eu não tô no padrão.

Aí que preguiça! Mandei meu reflexo parar de graça e comecei a pensar…Vamos ter mesmo que lutar para quebrar o “padrão do não padrão”?

Ou vamos entrar na nóia de ser gorda padrão? O que vai exigir muito mais desgaste físico e emocional do que pra ser magra padrão…

Gente, pelo amor de Deus, não seria mais fácil a indústria da moda pegar o que nós mais temos de bonito no  movimento, que é reconhecer a beleza da mulher gorda que esta justamente na diversidade dos corpos?

Uma das modelos plussize mais famosas do mundo,  Tess Holliday, não segue esse padrãozinho ( não to crendo que to usando essa palavra para me referir a mulheres gordas) e linda e foda é tem sua própria marca de roupa…e tá ai uma divulgação bacana da indústria da moda plus.

img_20160921_172200

Não estou dizendo que as modelos plussize padrão não são bonitas… Elas são lindas e gostosas e também são gordas (grande parte né, pq a moça da CeA plus usa 42 e não é gorda) mas não são o único, e nem a maioria, do tipo de gorda…

img_20160921_172616

A gente quer ver nas passarelas mais modelos “gordas reais”… Das que tem celulites sim,barriga também,…pernocas grossas (como as minhas) que vestem mais do que 44, que tem estrias, que são lindas de diversas maneiras…pq vamos combinar que se fosse pra ter um tipo de gorda só, melhor era ficar sofrendo pra ser magra padrão…

Não precisamos de mais uma barreira para quebrar…mais um motivo para ficarmos com complexos e tristezas…MAIS UM PADRÃO PARA QUE TENTEM NOS ENCAIXAR!

A luta pelo amor próprio é diária e difícil. A gente cai e levanta. Conquista e perde batalhas, e não precisamos de mais nada para complica – la.

Se querem nos representar, nos representem como somos… Não padrão, com curvas diferentes, com tamanhos e cores diversas, com amor próprio em qualquer tamanho. Como mulheres lindas da celulite à estria.

Beijos da Pri,

Que não revisa texto antes de postar pq se não perde a coragem e que estava sumida mas não morreu!

 

 

 

 

As dores que não quero sentir.

São 3:49h da madruga e eu ainda não consegui dormi. Quando passamos por momentos de angústia, ansiedade e profunda tristeza é complicado fazer o cérebro parar de pensar em mil coisas diferentes, virar para o canto e dormir.

Minha cabeça fica a mil. Estou remoendo coisas que não tem solução e brincando de “e se?”… Ah! Como essa brincadeira consome minhas energias e não me leva a lugar nenhum.

E se eu tivesse escolhido outro caminho?

E se eu fosse magra? Seria mais feliz?

E se eu me achar bonita for algo errado?

E se naquele ano que emagreci eu tivesse levado a dieta para frente?

E se ninguém nunca tivesse me machucado, por eu ser quem eu sou?

E se…E se… E se.

Será que eu não teria esses momentos de fraqueza, nos quais eu desmereço tudo aquilo que consegui e que não consigo deixar de me olhar pelos olhos de outras pessoas?

Eu não sei. Aliás, algumas dessas coisas, eu nunca saberei.

Não está nas minhas mãos mudar o meu passado, e ficar mexendo nele só me trará dor e frustração… Eu sei…eu sei…mas hoje não estou com forças para entender isso.

Quando estamos nesses momentos de fraqueza, tudo muda de cor… Aquelas coisas que você sabe e têm certeza, não parecem mais tão certas assim… Você sabe exatamente do que precisa para ficar melhor, mas não tem forças para executar o seu plano…você só o planeja…por horas e horas…

Quando estamos assim…abrimos as portinhas do nosso coração e deixamos os fantasmas saírem….deixamos eles dançarem a mesma música que odiamos e que nos faz mal…as vezes até dançamos com eles e nos entregamos aquele sentimento de cansaço e de que não vale a pena lutar contra a dança da amargura…pois elas são coisas da vida.

Eu ouço as vozes. As risadas. Sinto as dores que já me machuram. Volto a pensar que não tenho um lugar no mundo. Que ser quem eu sou é dolorido demais. Eu já perdi tanta coisa. Já perdi tantas pessoas. Estou exausta de ser quem eu sou…

… Mas vai chegar um momento que o cansaço vai tomar outro sentido, ele vai se tornar a única saída que tenho para escapar desde mundo que me consome…Vou cansar de sentir pena de mim mesma…e aí, agararrei esse sentimento e irei me levantar..

Só essa sensação é capaz de me devolver a sanidade….é capaz de acalmar meu coração e de me dar forças para lutar contra os sentimentos ruins…

Não tenho o poder de mudar o passado e nem de fazer as coisas mudarem em um passe de mágica… Mas posso mudar o meu futuro… E por mais clichê que isso pareça, é verdade…

Se você, assim como eu, ja sentiu essa dor…por favor, pare de se machucar. Pare de se multilar por algo que já foi e que você NÃO PODE DESFAZER..comece a se reinventar e pensar no que fará hoje para que seu mundo seja melhor…não importa se você vai com passinhos de tartaruga…mudando um tiquinho de nada por dia…mas só mude algo…daqui um ano você vai agradecer por ter deixado de chorar e ter decidido lutar, para que o presente não se torne um passado tortuoso…

Hoje eu dei um pequeno passo…adimti que estava entregue as minhas antigas dores…Admiti que certas situações e pessoas ainda conseguem me afetar…mas não importa quantas vezes eu caia, só preciso lembrar de levantar sempre…

Que cai sete vezes, oito se levanta.

Amanhã será outro dia… eu começarei a me livrar dessas dores novamente…pq não importa quantas vezes elas voltem…eu sempre vou criar forças para manda – las embora, até chegar o dia em que elas nunca mais me atormetem….

………

Desculpa o desabafo e o fluxo de idéias doido, de uma pessoa que sofre de insônia..Mas neh… O la vai a gorda serve para isso tambem…

Beijos meninas e meninos..

E aaaah!

SEGUE A GORDA GENTE!

Page do Facebook: http://www.facebook.com/lavaiagorda

Instagram : @prisdnz

Priscila Diniz

Sobre uma pessoa gorda ofendendo outra gorda.

Olá, pessoas! Ando meio sumida neh?

Não estava em uma fase boa, mas isso conto para vocês depois…agora eu quero compartilhar com vocês algo que acabou de acontecer comigo, e que me fez pensar nos diferentes tipos de gordofobicos…

Estou meio entendiada e com crise de TPM…resolvi ir comprar uma barra de chocolate… De um tipo que estou apaixonada no momento, pq neh, não precisamos de desculpa para comer chocolate, mas quando temos uma ele se torna ainda mais gostoso…e então fui até a loja de conveniência aqui perto de casa…

Entrei na loja, peguei uma H2oH e a cobiçada barra de chocolate…uma das moças que trabalha lá, e que já me conhece, me cumprimentou com um sorriso e me perguntou se aquela barra  de chocolate era gostosa, pois ela ainda não tinha experimentado…

Eu respondi:

“É sim, se eu fosse você nem experimentava pq vicia”…

Ela riu…

A moça do lado, que estava com uma cara de mau humor, me perguntou:

“-você é ruiva natural?”

A outra moça, que estava interessada no chocolate, respondeu:

“- É sim, sempre que ela vem aqui eu fico namorando o cabelo dela, adoro esse cabelo”

Eu só sorri…

A moça mal humorada retrucou, olhando para mim:

“- E você, da para ver, que adora um chocolate neh?”

Na hora eu gelei e já me senti mal… Pq neh, ela me olhou de cima a baixo e deduziu que eu sou gorda e por isso devo comer só chocolate…

Mas graças a Deus, eu sorri e respondi:

” – ah deduziu isso pq eu sou gorda?… Deixei muito fácil para você neh?… Se eu fosse magra você não ia ser tão esperta assim… Mas sim, eu adoro!”

Ela só ficou me encarando…

Agradeci e sai de lá…

Confesso que me senti mal por ter sido grossa…mas depois pensei que a moça mereceu… Pq ela quis ser o gênio esperto e me julgar por comprar um chocolate? Como se só pessoas gordas comessem chocolate neh…e detalhe que ela não era magra…

Mas se tem uma coisa que eu aprendi é que uma pessoa gorda que não se aceita, tendem a julgar outras pessoas gordas. Tendem a se comparar com os outros e se alguém for mais gordo do que ela, ela fará questão de mostrar a sua tal ” superioridade “…talvez pq isso a faça se sentir melhor.

Mas, não existe coisa mais triste do que as pessoas que tem preconceito com pessoas semelhantes a ela…que julgam e que gostam de causar alguma dor ou constrangimento…

Não temos direito de ofender e nem machucar ninguém.. Julgar muito menos, falar com elas em tom de desdém, como se fôssemos superior em alguma coisa…

Ninguém é igual a ninguém.

Ninguém é melhor que ninguém…

Você não precisa aceitar como a outra pessoa leva a vida dela…mas você tem que respeitar…pois isso NÃO Ê DA SUA CONTA.

Se você não é feliz sendo quem você é, mude. Mas não tente causar tristeza em uma pessoa que se aceita como é….

Espero que um dia as pessoas tomem consciência de que se for abrir a boca para falar bobeira desnecessária, que só servirá para chatear alguém, é melhor ficar calado.

Cada um come o chocolate que quiser…quem sabe sabe a vida fica mais doce assim…

SEGUE A GORDA GENTE!

Page do Facebook: http://www.facebook.com/lavaiagorda

Instagram : @prisdnz

Priscila Diniz

Não preciso de conselhos para minha saúde.

Venho, por meio desta, pedir encarecidamente que você pare de dar conselhos para o bem da minha saúde.

Creio que no dicionário que você usa, o significado de saúde tem haver com ser gordo ou magro, sendo o primeiro uma doença terminal e o segundo a cura milagrosa para todos os meus males.

Infelizmente eu comprei um dicionário diferente do seu… No meu, saúde tem haver com duzentos mil pontos diferentes e que só um médico bom pode me explicar e traduzir o que ela significa no meu corpo e me dizer qual a cura para algum tipo de defeito que exista.

Essas suas dicas e conselhos fora de hora me deixam triste. As vezes eu estou me sentindo linda, de bem com a vida e feliz por estar na sua companhia….mas aí, você vem e tenta desconstruir tudo aquilo que eu venho construindo na minha auto estima…você acha que eu estou me enganando e que eu preciso me enxergar direito, pois para você ser gorda não é certo.

Não ache nada. Me respeite.Veja além dos seus preconceitos idiotas. Fique feliz por eu me sentir feliz. Para e pense que se eu me sinto bonita, você não tem direito nenhum de me dizer o contrário… Pense que talvez haja em você algo que eu não goste….mas que eu não te falo nada pq isso não é da minha conta…pois para mim só interessa a pessoa que você é e significa para mim.

Não se sinta triste. Sei que você acha que leu o melhor manual sobre saúde da vida… Os chamados “padrões da sociedade” e nele VC estudou cada linha para poder aconselhar as pessoas por aí…mas talvez VC não saiba que esse livro já esta velho e que por mais que as pessoas o usem e não o queiram largar, o mundo já não o aceita tanto assim…se você quiser eu te dou um bom manual que ando lendo, o ” cada um cuida da sua vida” ele é muito bom e construtivo e me tornou uma pessoa bem melhor. Minha vida está mais leve e com certeza eu não ando ofendendo ninguém… Garanto que você se tornara uma pessoa melhor se praticar as coisas que dizem nesse livro e aprendera que cada um pode ser o que quiser e como quiser…que pessoas gordas podem ser lindas…e aprendera, principalmente, que o que é certo para você, pode ser errado para mim…

Espero que meu pedido seja aceito, caso contrário você será uma pessoa que eu não farei questão de conviver e eu evitarei a sua presença para que dicas para minha saúde não sejam dadas por quem não entende nada do assunto e somente quer me encaixar em um padrão ridículo.

Obrigada pela atenção.

Att,

A gorda.

 

SEGUE A GORDA GENTE!

Page do Facebook: http://www.facebook.com/lavaiagorda

Instagram : @prisdnz

Priscila Diniz

O natal e os clássicos comentários sobre o peso dos gordos.

Carta para o moço que disse que tinha vergonha de mim.

Querido (nem tanto assim), moço que me disse para esconder as minhas pernas.

Não perguntarei como você está. Não gosto de ser hipócrita e falsa…hoje eu não me preocupo e nem penso mais em você, então a pergunta não seria feita com bom coração.

Há muito tempo eu não pensava em você, mas hoje minha mente me trouxe todas as lembras do tempo que passamos juntos.( e que escondemos, pq VC tinha vergonha de mim)

Fico triste em dizer que nenhuma foi boa. Você me fez sentir que eu era a pessoa mais feia e indesejável desse mundo e que você era o cara mais bacana da face da terra, pois se interessava por uma gorda triste e dava a sua atenção à ela.

Lembra do dia em que eu reclamei do calor que sentia por usar tantas roupas compridas e que me sufocavam, e que você me disse ” é o preço que se paga por não conseguir fechar a boquinha”?

Lembra que eu chorei e te pedi colo e que VC só me dizia que “choro não ajuda a emagrecer, exercício sim”. E que eu nao sabia o que fazer…e você me disse que nao tinha outra solução, somente emagrecer…o que seria bom pq ai você poderia me assumir.

Só de pensar que, naquele momento, eu concordei com você e a partir dali comecei a me achar a pessoa mais feia do mundo…me da uma sensação de fracasso…

Como foi que eu pude te dar bola? Como foi que eu deixei VC interferir na minha vida e contribuir tanto pra destruir a minha auto estima?

Sinceramente eu não sei. Mas o que eu sei que a melhor coisa que me aconteceu foi o dia em que você discutiu comigo e começou a ficar agressivo…naquele dia eu te dei um basta e um tchau…nunca mais olhei pra trás e nunca mais deixei você influenciar a minha vida.

Não sei se você se arrepende… Mas de verdade não me importa. Você ter me machucado tanto me fez uma pessoa melhor… Me fez ver o quanto uma pessoa pode ser cruel e superficial e o quanto não importa o que as pessoas pensam de você… A única pessoa que pode decidir o que ser e como ser na minha vida sou eu…se eu não me amar e não lutar por mim…ninguém vai.

Me amar me torna uma pessoa melhor. Me torna uma pessoa mais livre…

Ser amada por um cara que vale pena( como o meu namorado vale) só me tornou uma pessoa mais forte e feliz…me fez recuperar um pouco a fé nos bons homens…me fez ver bondade e generosidade…e me fez acreditar de novo que, homens de verdade, existem!

Lembrei de você hoje, e eu espero que seja a última vez.  Mas lembrei pq hoje eu não me sufoco mais nesse calor…uso saias…uso vestidos e não, eu não faço meu namorado passar vergonha (como VC tinha medo de passar)… Na verdade ser mais livre das marcas que VC me deixou,  e me amar mais só me fez uma mulher mais linda e confiante e que já não chora por ser quem é.

Obrigada por ter me ensinado que quando uma pessoa te faz sofrer por ser quem você é… Essa pessoa não merece estar na sua vida e que a melhor coisa que você pode fazer…é virar as costas e se afastar dela…sem nem ao menos dizer adeus.

SEGUE A GORDA GENTE!

Page do Facebook: http://www.facebook.com/lavaiagorda

Instagram : @prisdnz

Priscila Diniz

Blog no WordPress.com.

Acima ↑